O Presidente das Seychelles, Danny Faure, em visita de dois dias a Mocambique, tem hoje agendada uma deslocação à Reserva do Maputo, bem como visitas à Central Eléctrica de ciclo combinado de Maputo e ao Museu de História Natural.

Ontem, o Governo moçambicano considerou estarem criadas condições para a exportação de gás para as Seychelles, logo que iniciar a sua exploração, em grande escala, nos campos de produção em desenvolvimento na região norte do país.

De acordo com o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, José Pacheco, a área de energia é um campo fértil para uma cooperação bilateral entre os dois países, tendo em conta o potencial de geração que Moçambique possui.

Moçambique e Seychelles por uma parceria estratégica

Delegações de Moçambique e Seychelles manifestaram ontem, em Maputo, a sua intenção de trabalhar rumo à elevação das suas relações para uma parceria estratégica de benefício mútuo.

O facto foi revelado durante conversações havidas entre as duas partes pelo Ministro das Finanças, Comércio, Investimento e Planificação Económica das Seychelles, Maurice Lalande.

 

Moçambique e Seychelles têm muitos aspectos em comum, sobretudo a economia azul, em parte pela sua posição geográfica, como países insulares, mas também porque é denominador comum entre as partes que o oceano não é só vasto no tamanho, mas também em oportunidades, explicou Lalande.
“Continuamos a empreender esforços visando assegurar que o conceito de economia azul possa ter máxima cobertura e exposição. Estamos satisfeitos por podermos contar com o apoio de Moçambique e assistência para trabalhar rumo a um objectivo único”, disse Lalande.
As Seychelles, membro da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), com 94 milhões de habitantes, enaltece o apoio moçambicano à segurança marítima e, como estados banhados pelo Oceano Indico, estão ambos cientes dos desafios relacionados com a zona marítima.
Nas conversações, segundo Lalande, as partes também centraram as suas atenções em novas áreas de cooperação nos domínios da cultura, turismo, combate ao narcotráfico, e partilha de experiências em áreas como o judiciário.
As trocas comerciais entre o arquipélago das Seychelles (com 115 ilhas) e Moçambique são ainda insignificantes, mas o inverso tem um saldo anual razoável, com um volume calculado em cerca de dois milhões de dólares americanos, havendo, por isso, espaço para incrementa-las.
O saldo das conversações havidas entre os governos dos dois países e a subsequente assinatura de instrumentos jurídicos de cooperação será seguido pela Comissão Mista para o efeito criada.
Para o efeito, os dois países rubricaram, ontem, em Maputo, três instrumentos jurídicos de cooperação bilateral abrangendo três áreas, no âmbito da visita de Estado que o Presidente das Seychelles, Danny Faure, está a efectuar ao país, onde participará, igualmente, na Conferência sobre Economia Azul.

Comments

O Serviço de Urologia do Hospital Central de Maputo (HCM), em coordenação com a Cirurgia Pediátrica e a Associação Internacional de Urologistas Voluntários prevê realizar, de 20 a 24 de Maio, Jornadas de Cirurgia Urológica Pediátrica em Maputo.

A missão, composta por sete especialistas, dos quais quatro médicos urologistas de nacionalidade americana, dois anestesiologistas e um instrumentista de origem japonesa, espera operar 20 crianças com patologias urológicas congénitas, previamente seleccionadas, segundo um comunicado a que o Notícias Online teve hoje acesso.

Comments

Estátudo apostos para o arranque, na quinta-feira, em Maputo, da Conferência Internacional Crescendo Azul.

Segundo o Ministro do Mar, Águas Interiores e Pesca, Agostinho Mondlane, que falava àRádio Moçambique, as delegaçõesde paísesconvidados jácomeçarama chegar a Maputo para tomar parte do evento.

Mondlane aponta para mais de 600 convidados,com destaque para o Enviado Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para os Oceanos.

Além da partilha deexperiências de conservação da biodiversidade, o encontro vai juntar,igualmente,especialistas da área financeira,por forma a apoiar os paísesa melhor identificar as oportunidades no sector dos oceanos.

Comments

As autoridades sanitárias em Cabo Delgado dizem ser falsas as informações postas a circular, dando conta que o sector não está a dar devida atenção à ocorrência de casos de febre tifóide, na cidade de Pemba, a capital provincial.

Entrevistado pela Rádio Moçambique, o médico-chefe provincial, Magide Sabune, não confirma o registo de casos da febre tifóide em Pemba, mas avança haver maior probabilidade de desenvolvimento da bactéria, que provoca a doença, em consequência do fraco saneamento do meio, depois da passagem do ciclone “Kenneth”, recentemente, em Cabo Delgado e na vizinha província de Nampula.
“Quero aqui descartar qualquer hipótese de óbito por causa de febre tifóide, na província de Cabo Delgado. E quero também descartar a possibilidade que diz que o Serviço Nacional de Saúde menospreza esta ssituação, porque este protocolo terapêutico até existe”, disse.
A febre tifoide é uma doença bacteriana aguda, causada pela Salmonella enterica sorotipo Typhi, estando directamente associada a baixos níveis socioeconómicos, principalmente em regiões com precárias condições de saneamento básico, higiene pessoal e ambiental. Se não for tratada, adequadamente, esta pode matar.

Comments

O PADRÃO internacional do quilograma e outras grandezas mudou desde ontem, passando-se a usar uma fórmula da física teórica em vez dos cilindros metálicos usados em vários países, cujo peso efectivo mudou ao longo do tempo. LEIA MAIS

 

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction