Director: Lázaro Manhiça

A COMPANHIA Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) anunciou, ontem, o fim da operação que ligava Maputo e Lisboa, devido ao recrudescimento da pandemia do novo coronavírus.

"O voo manteve-se até à data, conforme o programado, mas não foi estendido, devido à pandemia da covid-19 na Europa e noutros países", refere uma nota da LAM citada pela agência Lusa.

A operação, feita em parceria com a empresa portuguesa Hi Fly, foi reintroduzida em Julho e tinha um prazo de seis meses, sendo que o período estava oficialmente marcado até 15 de Janeiro.

"(A operação) foi realizada com sucesso", frisa o comunicado.

Um voo semanal, que estava a ser efetuado através de uma aeronave Airbus A330-300, partia às terças-feiras de Lisboa para Maputo, às 20:00 (hora local na partida) e outro às quartas-feiras, de Maputo para Lisboa, às 23:55 (hora local na partida).

O voo representava o regresso da companhia de bandeira moçambicana ao espaço europeu, após quase dez anos e era descrito como um percurso sustentável, colocando a LAM numa "nova rede".

"Olhamos a inteligência de tráfego e notamos que, de longe, esta é a rota que tem mais passageiros. Não só entre Lisboa e Maputo, como também de Maputo para Lisboa e depois para a Europa ocidental", afirmou, na altura, João Carlos Pó Jorge, diretor-geral da companhia.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction