Imprimir
Categoria: Destaque
Visualizações: 199

O NÚMERO de vítimas mortais devido àCovid-19 no país passou para 45, com o anúnciode mais um óbito,ontem, no mesmo dia em que foramnotificadas202 novas infecções, elevandoo cumulativo para 7144casos positivos.

A vítima é um moçambicano de 70 anos de idade que perdeu a vida no hospital em que estava internado na cidade de Maputo. Um comunicado do Ministério da Saúde (MISAU) refere que o caso foi notificado no dia 16 de Setembro e o óbito declarado na manhã de ontem.

A capital do país e as províncias de Maputo e Tete são as que registaram o maior número de infecções,com 54, 38 e 37 casos, respectivamente. A Direcção Nacional de Saúde Pública refere que os casos reportados encontram-se em isolamento domiciliar, enquanto decorre o processo de mapeamento dos seus contactos.

A faixa etária entre 25 e 34 anos é que reportou maior número de infecções, com 54 casos, seguido dos jovens com idades compreendidas entre 15 e 24 anos, com 44 casos notificados.

Entretanto, as autoridades sanitárias registaram 326 recuperados da Covid-19, elevando para 4064 o número de pessoas curadas da doença. Até ao momento, há 3001 casos activos da pandemia, 2332 dos quais na cidade e província de Maputo.

O documento que reporta a evolução da Covid-19 no intervalo entre segunda-feira e ontem indica que o país conta com um cumulativo de 188indivíduos internados devido àCovid-19. Destes, 54estão neste momento sob cuidados médicos nos centros de isolamento, padecendo todos de patologias crónicas diversas associadas àpandemia.

No sentido inverso, seis pacientes que se encontravam internados receberam alta e deverão seguir o tratamento em isolamento domiciliar.

Até ontem, o país já tinha rastreadodois milhões e 262mil pessoas, com sinais suspeitos da doença, outras 38 milestiveram em quarentena e 2304contactos de casos positivos estão em seguimento.

Para travar o ritmo depropagação do novo coronavírus, o MISAU apela ao uso correcto da máscara, lavagem frequente das mãos, distanciamento social e o respeito da etiqueta da tosse.