Director: Júlio Manjate

Osw sete indiciados de desvio de 9.791.111 meticais no dia 4 de Dezembro do ano passado, no Hospital Central da Beira (HCB), acabam de ser suspensos das suas funções, tendo-lhes sido instaurados os respectivos processos disciplinares.

O facto foi revelado sexta-feira ao “Notícias” pelo inspector-chefe na Direcção Provincial de Saúde em Sofala, Duarte Comissário. Segundo a fonte, a suspensão dos suspeitos é em resposta à orientação deixada nesse sentido pela secretária de Estado, Stella Zeca, na sua visita de trabalho, a primeira ao sector, realizada em finais de Fevereiro último.

Conforme apurou o “Notícias”, entre os suspeitos ora suspensos de todas as actividades consta o administrador do Hospital Central da Beira, Abú Júlio.

Comissário revelou que já está em curso, nesta unidade hospitalar, a audição dos funcionários visados.

Na sequência do processo disciplinar, uma equipa do Ministério da Saúde esteve recentemente na Beira, com o objectivo de recolher mais informações sobre o assunto, numa altura em que também decorre uma sindicância da Inspecção Geral das Finanças, através da sua delegação regional, visando determinar o envolvimento de cada um dos suspeitos.

Caso se prove, os visados serão demitidos ou expulsos do Estado, conforme as penas previstas no Estatuto Geral de Funcionários e Agentes do Estado.

Enquanto o caso criminal está sob alçada das autoridades da administração da justiça, a Inspecção e o Departamento dos Recursos Humanos da Direcção Provincial de Saúde têm feito o acompanhamento e monitoria dos procedimentos e prazos do processo disciplinar em curso.

Comments

O Hospital Central da Beira (HCB) vai cancelar, a partir de segunda-feira, as visitas diárias aos doentes internados nesta unidade sanitária no período entre as 16 e as 18 horas, como medida preventiva contra a pandemia do COVID-19.

A informação foi tornada pública ontem na cidade da Beira pela directora clínica do HCB, Ana Tambo, ressalvando que só será permitida a entrega de refeições apenas por uma pessoa no período da manhã, às 7.30 horas, e à tarde, às 13.30 horas.

Serão igualmente canceladas as consultas de rotina, mas haverá o serviço de urgências e cirurgias electivas. Neste caso, não será permitida a entrada dos acompanhantes de doentes que consigam caminhar e se comunicar sem qualquer ajuda.

Ana Tambo explicou que os acompanhantes manter-se-ão fora do recinto hospitalar, em observância das medidas recomendadas pelo sector da Saúde que, neste caso, têm a ver com a distância mínima de um metro entre as pessoas.

Criado Comité Científico

O HCB acaba de criar um Comité Científico de Prevenção e Controlo do coronavírus que vai assessorar a direcção desta unidade sanitária na monitoria da doença.

Segundo o presidente do Comité Científico de Prevenção e Controlo do coronavírus, Leonel Andela, a sua equipa de trabalho é formada por 10 profissionais. 

Andela reconheceu que existem vários desafios, um dos quais relativo às consultas externas porque muitas delas já estavam marcadas.

Aproveitou a ocasião para apelar à população a seguir as medidas de higiene individual e colectiva porque esta doença é uma realidade.  

Situação continua controlada

As autoridades sanitárias consideram que a situação da doença ainda está sob controlo na cidade da Beira, onde há observância das medidas de prevenção, rastreio e testagem dos suspeitos.

O director distrital da Saúde, Género e Acção Social, Fino Massalambane, que deu esta informação na conferência de imprensa, referiu que todas as 20 unidades sanitárias já estão em prontidão.

Disse que cada Centro de Saúde conta com um gabinete criado para o atendimento aos pacientes com sintomas de gripe que são submetidos ao rastreio e testagem.

Neste sentido, revelou que já foram rastreadas 383 pessoas das quais quatro amostras foram submetidas a análises no Instituto Nacional de Saúde (INS), em Maputo, cujos resultados laboratoriais foram negativos.

Entre os rastreados, constam indivíduos provenientes de países vizinhos sobretudo daqueles em que foi notificada a ocorrência da pandemia, sobretudo o Zimbabwe.

Fora isso, a fonte indicou que equipas compostas por técnicos do sector e estudantes finalistas do curso de Medicina nas Universidades Jean Piaget e Católica de Moçambique e do Instituto Superior de Ciências Tecnologias Alberto Chipande, todas sediadas na Beira, estão a reforçar as acções de sensibilização nas comunidades para se evitar estar em locais de aglomeração de pessoas como nas praias, discotecas, praças, mercados, paragens, estabelecimentos comerciais, entre outros.

Neste contexto, atenção especial vai para os periféricos bairros de Chaimite, Praia-Nova, Maquinino, Ponta-Gêa, Macuti, Estoril e Matacuane.

O dirigente reafirmou, entretanto, a necessidade de todos os rastreados cumprirem com as orientações sobre a quarentena.

“Queremos que as pessoas nos compreendam, porque rastrear 383 pessoas não é uma tarefa fácil. Neste momento, a cidade da Beira está bem, mas todo o cuidado é pouco. Se houver qualquer caso positivo, nós seremos os primeiros a anunciar publicamente”, garantiu.

Sublinhou que nas unidades industriais, instituições públicas e privadas, terminais de autocarros e de transportes semicolectivo de passageiros se observa escrupulosamente a lavagem das mãos com sabão.

Todavia, condenou o uso abusivo das luvas e máscaras por parte de pessoas sem sinais da patologia, pois, segundo disse, estes, quando mal aplicados, podem ser fontes da transmissão da doença.

Apelos contra desinformação

Na manhã de ontem, circulou, nas redes sociais, um áudio indicando que um cidadão de nacionalidade malawiana com sintomas de coronavírus ter-se-á posto em fuga, depois de dar entrada no Centro de Saúde Urbano da Ponta-Gêa.

O director distrital da Saúde, Género e Acção Social, Fino Massalambane, desmentiu a informação, afirmando que não corresponde à verdade. Porém, referiu que deu entrada no Centro Urbano da Ponta-Gêa um motorista moçambicano, de 30 anos de idade, que estudou na Zâmbia e no Malawi e com residência no bairro de Nhaconjo, arredores da cidade da Beira.

Acrescentou que o paciente em alusão foi submetido ao rastreio no gabinete de atendimento das gripes mas depois seguiu o seu destino.

“Alguém viu-o a ser conduzido para um local específico, por causa da gripe, e concluiu erradamente que se tratava de uma pessoa com coronavírus. E não se pôs em fuga, como se propala”, esclareceu Massalambane.

Por isso, apelou a todos no sentido de combaterem a desinformação que pode deitar abaixo todos esforços para a prevenção.

“O sector da Saúde está totalmente aberto para qualquer informação ou esclarecimento”, disse.

Comments

Várias igrejas sediadas na cidade da Beira estão desde ontem envolvidas no movimento de prevenção da pandemia do coronavírus que ameaça o mundo e o nosso país, numa iniciativa desencadeada pela Direcção Provincial da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos de Sofala.

De acordo com o director do sector, Yazalde de Sousa, em entrevista ao nosso jornal, no âmbito da implementação das medidas anunciadas pelo Governo estava previsto para ontem o início de uma série de palestras com líderes de diferentes congregações religiosas que operam na Beira no sentido de se lhes transmitir a mensagem sobre a necessidade de observância das medidas de prevenção do novo coronavírus.

Yazalde de Sousa fez saber, igualmente, que tais palestras serão efectuadas em turnos, de uma hora, como forma de evitar aglomerações por tempo prolongado.

Na mesma entrevista, aquele responsável manifestou-se satisfeito porque as igrejas estão a acatar as medidas de prevenção, tendo já anunciado algumas restrições e interrupção dos cultos e outras manifestações litúrgicas.

Fora disso, Sousa sublinhou que durante o período de 30 dias decretados pelo Governo para o reforço das medidas de prevenção do Covid-19, algumas igrejas baseadas na Beira manifestaram a disponibilidade de usarem outras plataformas nos seus cultos, através de rádio, por exemplo.

No rol das recomendações a serem deixadas figuram, igualmente, os cultos por ocasião dos funerais.

Assim, o director da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos apelou para a necessidade de se evitar ao máximo missas de corpo presente e aglomerados acima de 50 pessoas.

"É uma situação difícil, mas é bom cumprirmos todas as medidas de prevenção da pandemia para o bem comum"- sensibilizou.

Oficialmente, estão inscritas 82 igrejas na província de Sofala, das quais mais de 50 operam na cidade da Beira, além de tantas outras que funcionam sem autorização do sector de Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos.

(Horácio João)

Comments

Um total de 500 livros escolares de distribuição gratuita foi recolhido durante o fim-de-semana no mercado informal do Goto, na cidade da Beira, pela Polícia da República de Moçambique (PRM), na sequência de uma operação conjunta entre os Ministérios do Interior e da Educação e Desenvolvimento Humano, denominada “Ebuko”.

Segundo o porta-voz da PRM em Sofala, Dércio Chacate, trata-se, maioritariamente, de livros da sétima classe, e a operação tem como objectivo precisamente apreender todo o material didáctico deste género que esteja a ser comercializado de forma ilícita nos diferentes mercados daquela região do país.

Chacate revelou-nos que durante a operação nenhuma pessoa foi detida, uma vez que os vendedores, ao se aperceberem da presença da Polícia,  puseram-se em fuga, abandonando os seus produtos.  

O oficial da Polícia revelou que os livros recolhidos serão colocados à disposição das escolas. Entretanto, aproveitou a oportunidade para lançar um apelo dirigido aos pais e encarregados de educação no sentido de não comprarem este material como forma de desencorajar a sua venda no mercado informal.

Comments

O Centro de Saúde de Macurungo, na cidade da Beira, parcialmente destruído pelo ciclone Idai em Março do ano passado voltará a funcionar em pleno a partir do próximosábado com a entrega do último bloco, cujas obras encontram-seem fase de acabamentos.

Na passada sexta-feira, o governador da província de Sofala, Lourenço Bulha, esteve no local para se inteirar do estágio dos trabalhos e,no fim,manifestou a sua satisfação perante o nível de execução das obras.

Bulha afirmou ainda que aquela unidade hospitalar já é uma referência na cidade da Beira pelos serviços que presta,um estatuto que vai melhorar quando estiver totalmente operacional.

Aproveitou a oportunidade para agradecer aos parceiros que tornaram possível a reabilitação e ampliação do hospital. Lembre-se que as obras foram financiadas pela Cruz Vermelha de Portugal.

Por sua vez, o director da Saúde, Mulher e Acção Social do distrito da Beira, Fino Massalambane, explicou que aquele centro de saúde transformou-se num modelo para todas as restantes unidades daquele nível na província de Sofala.

Segundo Massalambane, a empreitada consistiu numa intervenção de raiz e na ampliação de alguns serviços que já existiam.

O dirigente revelou que para melhorar os serviços,o bloco ainda em falta vai contar com um banco de socorros, área administrativa, serviços de radiologia, entre outros, no sentido de minimizar a distância que os pacientes percorrematé ao Hospital Central da Beira (HCB).

OCentro de Saúde de Macurungo passará igualmente a contar com a maior incineradora de resíduos hospitalares ao nível da cidade da Beira com capacidade para cinco toneladas diárias.

A nova incineradora vai,desta forma,receber lixo de todas as outras unidades sanitárias da urbe que produzem entre uma a duas toneladas de resíduos por dia.

Programa de vacinação com51 motorizadas 

Ainda no quadro da visita de trabalho do governador de Sofala ao sector da saúde, foram entregues na sexta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e União Europeia, 51 motorizadas à Direcção Provincial de Saúde de Sofala acto acontecido no hospital da Ponta-Gêa, na cidade da Beira.

A entrega aconteceu no âmbito do apoio ao plano de resposta pós-emergência e servirá no programa alargado de vacinação para toda a província de Sofala.   

Na ocasião, Lourenço Bulhareferiuque com estes meios os funcionários terão ter mais flexibilidade e mobilidade no trabalho deforma a darem respostas em tempo útil.

Apelou aos directores distritais da Saúde no sentido de cuidarem da melhor forma possível destes meios circulantes para dignificarem a oferta e para que sirvam por muito tempo.

"Não queremos ouvir falar de casos de má utilização dos meios,porque se assim for vamos tomar medidas", advertiu.

Aproveitou a oportunidade para alertar que estes meios não devem servir para transportar produtos alheios ao trabalho ao qual estão destinados.

Por seu turno, a coordenadora da UNICEF nas províncias de Manica e Sofala, Dezi Mahotas, em representação dos doadores, explicou que as motorizadas visam fortalecer o acesso aos cuidados de saúde primários às populações afectadas pelo ciclone tropical Idai.

Fez questão de recordar que a saúde e a nutrição são direitos fundamentais das populações principalmente as que foram afectadas pelo ciclone pelo que pretendem contribuir para a materialização destes direitos em todos distritos da província de Sofala.

Disse ainda estar ciente que já foram criadas condições para o reforço da implementação da estratégia de brigadas móveis integradas de saúde que o governo identificou como forma mais rápida de garantir o acesso sobretudoàpopulação residente nos bairros de reassentamento e em locais de difícil acesso.

Segundo Mahotas, estes devem ter acesso aos cuidados de saúde primários que  incluem a vacinação, o atendimento àmulheres grávidas e no período pós-parto, a prevenção,identificação e tratamento da malária, diarreias e desnutrição além do aconselhamento sobre a alimentação infantil, da mulher grávida e a provisão dos cuidados curativos.    

Dirigindo-se aos técnicos de saúde recomendou para que usem de forma criteriosa as motorizadas de modo que possam levar os serviços de saúde e nutrição a mais crianças e à população por um longo período de tempo.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction