Director: Júlio Manjate

A fraca afluência de clientes que marca o dia-a-dia do mercado do Maquinino, o mais procurado na baixa da cidade da Beira, há escassos dias da quadra festiva, está inquietar os vendedores, apesar da estabilidade de preços.

A Reportagem do “Notícias” escalou esta semana aquele centro comercial que, além de abastecer diariamente muitos munícipes, fornece produtos a diversos mercados espalhados por outros bairros e zonas da urbe.

O vendedor de batatas e cebola, Domingos Manuel,  manifestou-se preocupado pelo fraco movimento de clientes a esta altura do ano, sobretudo quando os preços continuam estáveis.

“Pode ser que as pessoas não estejam a entrar no mercado porque ainda não começaram a receber salários mas nos outros anos não tem sido assim. Bastava chegar  o mês de Dezembro era altura de muita agitação”, recordou.

Por conseguinte, Manuel queixou-se de estar a registar quebras no seu negócio e de estar a perder muitos produtos que estão a deteriorar-se sem que consiga vende-los.

Por sua vez, a vendedeira Katia Barpare contou-nos que há dias teve que deitar alguns produtos fora como tomate, feijão-verde e cenoura, por também não ter conseguido vender a tempo pela fraca presença de clientes.

Acrescentou que, às vezes tem preferido baixar os preços dos seus produtos para não correr o risco de deitá-los fora.

“Sabemos que dias melhores virão mas nesse momento estamos a ter muita quebra e isso contribui para não comprarmos quantidades elevadas com os fornecedores com medo de o prejuízo ser ainda maior”, considerou.

Outra vendedeira, identificada como Tucha Chombe, revelou que os fornecedores também estão a ter prejuízos avultados uma vez que não conseguem vender muitos produtos.

Num outro desenvolvimento, lamentou que as mudanças de temperatura têm igualmente vindo a prejudicar os seus negócios porque quando chove ou faz sol os produtos estragam-se.

A uma pergunta sobre se os preços continuarão estáveis respondeu que caso se agravem a responsabilidade será dos fornecedores.

“Os clientes pensam que gostamos de aumentar os preços quando chega a quadra festiva mas esquecem-se que nós compramos esses produtos com os fornecedores e eles por vezes aumentam os preços e nós também obviamente só podemos aumentar para termos lucros”, justificou.

 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction