Director: Júlio Manjate

Mais de três mil famílias da zona do Six-Mile, no bairro Ndunda, arredores da Beira, passam a consumir água potável fornecida por meio de uma estação móvel de tratamento, uma doação da Empresa Portuguesa de Águas Livres (EPAL).

"O sistema vai abastecer água a mais de três mil famílias. A água desta lagoa não seca, o que significa que os beneficiários terão doravante água 24 horas diárias", disse Altino Mavile, director do Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG).

O sistema, orçado em cerca de meio milhão de euros, foi inaugurado pelo governador de Sofala, Alberto Mondlane, e pelo Ministro do Ambiente e da Transição Energética português, João Pedro Matos Fernandes.

A estacão móvel veio de Portugal, no âmbito da solidariedade para com as vítimas do ciclone Idai que atingiu o centro de Moçambique, em Março, causando 604 mortos e afectando cerca de 1,8 milhão de pessoas.

"O sistema funciona como outras estações de tratamento de água, comportando a captação, decantação, pré-tratamento e tratamento, que depois é fornecida, já potável, à população", explicou a fonte.

Uma parte do investimento é da EPAL (que disponibilizou a estação móvel de tratamento) e a outra parte é do FIPAG, que desembolsou oito milhões de meticais para a aquisição do gerador e montagem da rede de abastecimento, numa extensão de 1,5 quilómetro.

"Nesta primeira fase, as pessoas terão água gratuita, mas será criada uma comissão para velar pelo sistema e numa segunda fase o FIPAG estudará as capacidades financeiras de cada beneficiário para o pagamento do consumo de água. A tarifa dos fontanários é social. É preciso saber que há custos incluídos no tratamento, produtos químicos e energia", disse Mavile.

Falando durante a inauguração, João Pedro Matos Fernandes frisou, por seu turno, que o sistema foi montado "para servir as comunidades", às quais apelou para uso sustentável do recurso.

"A entrega deste sistema demonstra a solidariedade do povo português para com as vítimas do Idai", concluiu João Pedro Matos Fernandes, citado pela Lusa.

Pouco tempo depois da passagem do “Idai”, Moçambique voltou a ser atingido por um segundo ciclone, o “Kenneth”, que se abateu sobre o norte do país em Abril,  matando 45 pessoas, para além de afectar outras 250 000.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction