Director: Júlio Manjate

Está praticamente controlado o roubo de gado bovino no posto administrativo de Nhangau, na cidade da Beira, segundo garantias dadas pelo respectivo chefe, Fernando Arriaga.

 Num passado recente os furtos eram frequentes na calada da noite, com recurso a armas de fogo e instrumentos contundentes.

Fernando Arriaga explicou ter contribuído para a redução do roubo a introdução de patrulhamento conjunto envolvendo membros da Polícia da República de Moçambique (PRM) e elementos do policiamento comunitário.

Arriaga recordou que as pilhagens intensificavam-se nos períodos festivos, facto que, entretanto, não se verificou na última quadra festiva.

“Os malfeitores chegavam aos currais das quintas e abatiam indiscriminadamente animais, que eram imediatamente transportados em viaturas de caixa aberta para venda no Mercado do Maquinino, no centro desta cidade. Desta vez, felizmente, não tiveram espaço de manobra”, disse.

O chefe do posto administrativo de Nhangau revelou que na sequência do trabalho em curso já foram neutralizadas mais de 20 quadrilhas, curiosamente envolvendo praticamente as mesmas pessoas postas em liberdade condicional pelo tribunal perante pagamento de alguma caução.

Para além do roubo de gado bovino, em Nhangau também eram dizimadas nos currais cabeças de caprinos e suínos, em incursões que “semeavam” medo entre os guardas e criadores das mais de 200 quintas existentes, com cerca seis mil cabeças.

Como impacto directo do actual ambiente de ordem e tranquilidade públicas a produção do gado leiteiro está a recuperar consideravelmente, com uma produção média diária de mais de mil litros de leite.

Consequentemente, o mesmo leite ali produzido começa a deteriorar-se devido à ainda fraca capacidade de resposta por parte dos consumidores.

Ainda assim Arriaga garantiu-nos que alguns potenciais criadores estão empenhados na produção leiteira.

O posto administrativo de Nhangau é potencial em recursos agropecuários e piscatórios e conta com o universo de 13 mil habitantes. Localiza-se há cerca de 30 quilómetros do centro da cidade da Beira.

(Horácio João)

Comments

Seiscentas e trinta vagas estão disponíveis para novos ingressos em diferentes cursos no Instituto Industrial e Comercial da Beira (IICB), os quais se vão juntar aos 1732 que já frequentam esta instituição de Ensino Técnico-Profissional.

O facto foi revelado pelo director do IICB, Rogério Duarte, à margem de uma visita que o governador-cessante da província de Sofala, Alberto Mondlane, efectuou na segunda-feira às instalações do IICB para se inteira das obras de reabilitação, edificação e apetrechamento da instituição.

Na ocasião Rogério Duarte revelou que as aulas vão arrancar dentro do período previsto, embora alguns docentes ainda estejam em formação dentro do país e no Brasil.

“O projecto contempla a componente de formação psico-pedagógica, estando já a decorrer um processo envolvendo 50 professores, enquanto outros terão formação técnica que está a ser ministrada por pessoal qualificado ligado às empresas que produziram o novo equipamento instalado”, explicou o nosso entrevistado.

Estudantes ansiosos

ENTRETANTO, alguns estudantes presentes na visita do governador Alberto Mondlane mostraram-se ansiosos com o arranque das aulas e com a oportunidade de entrarem em contacto com as novas máquinas alocadas a vários departamentos, entre os quais os da Construção Civil, Mecânica, Electricidade Geral e Electricidade-Auto.

Em conversa com o nosso Jornal o estudante de mecânica Alberto Tivane disse que não vê a hora de iniciar as aulas para apreender a operar a nova tecnologia.

“Para mim as aulas deveriam iniciar hoje. Vi as máquinas montadas no laboratório de mecânica e, apesar de estar a frequentar o 3° ano, só via material igual nos filmes ou catálogos da internet. Se me dissessem para começar a estudar hoje eu diria que estou pronto. Este equipamento dá vontade de aprender. Assim muitos virão inscrever-se”, regozijou-se Tivane.

Já para Manuela Matende, estudante do Curso de Contabilidade, os estudantes do Ensino Técnico-Profissional têm ferramentas para aprenderem e poderem trabalharem em qualquer parte do mundo.

“Estou satisfeita por ver esta tecnologia nova na nossa instituição. Assim posso dizer que podemos trabalhar em qualquer parte do mundo e em igualdade de circunstâncias com os locais. Agradecemos ao Governo. Eu nunca imaginava que algum dia teríamos um laboratório apetrechado como este. Estava a ver o instituto a ruir por falta de equipamentos, mas agora é com orgulho que afirmamos que somos estudantes do IICB”, disse.

Já Manuel Dauce, estudante de Electricidade, afirmou estar “a viver um sonho”.

 “Tinha dúvidas sobre  o projecto, mas agora fico maravilhado quando vejo esta maquinaria toda. Considero que a nossa geração é de sorte, porque nunca houve maquinaria igual aqui. Gostaria que as aulas fossem mesmo hoje”, comentou Manuel Dauce, que frequenta o 4° ano.

Para o estudante de Contabilidade Roberto Tangune, o equipamento novo alocado ao IICB demonstra o quão o Governo está interessado em investir na educação técnica e profissional.

“Não consigo acreditar no que estou a ver. Não esperava que tão já tivéssemos isto. Estou feliz e parabenizo quem idealizou este projecto, porque leva-nos a competir ao mesmo nível com alguns países que estão avançados em termos de promoção do Ensino Técnico-Profissional”, disse Tangune.

Comments

A Fundação Calouste Gulbenkian vai reforçar com 100 mil euros o apoio dado às vítimas do ciclone Idai, na cidade da Beira, num projecto de educação pré-escolar, foi ontem anunciado.

Em comunicado enviado à Lusa, a fundação refere que o projecto “Somos Moçambique II” será realizado num dos maiores bairros da Beira, a Manga, onde vivem 40 mil pessoas, e prevê “o diagnóstico e levantamento de espaços pré-escolares existentes, a formação e capacitação de profissionais de educação pré-escolar e a realização de oficinas parentais”.

Segundo a fundação, esta região “apresenta valores inferiores à média moçambicana na aprendizagem, com níveis de literacia de 10%”.

O documento indica que a directora do programa Gulbenkian Parcerias para o Desenvolvimento, Maria Hermínia Cabral, destacou a importância de apoiar o pré-escolar, uma área que “num contexto de vulnerabilidade e catástrofe, raramente merece a atenção imediata dos doadores”, justificando que “as crianças desta faixa etária são as mais fragilizadas e as repercussões das devastações são provavelmente maiores no futuro”.

“Com este projecto a Fundação quer proporcionar melhores condições do que aquelas que as pessoas tinham antes do ciclone” e “ajudar a preparar melhor os educadores e motivar as famílias, em particular as mães, para a importância das actividades de educação pré-escolar”, acrescentou a responsável.

O projecto terá a duração de dois anos e será desenvolvido pelas Organizações Não-Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD) Fundação Fé e Cooperação (FEC), Fundação Gonçalo da Silveira (FGS) e Voluntariado Internacional para o Desenvolvimento Africano (VIDA) com os parceiros locais da Arquidiocese da Beira e da Direção Distrital de Educação.

Comments

A REABILITAÇÃO e extensão do Instituto Industrial e Comercial da Beira (IICB), no âmbito  da reestruturação e requalificação da reforma da educação profissional, encontra-se já na sua fase conclusiva. A informação foi tornada pública ontem à margem da visita efectuada às instalações da instituição pelo governador de Sofala, Alberto Mondlane. LEIA MAIS

Comments

As obras de reparação de emergência de estradas terraplanadas, no posto administrativo de Nhangau, 30 quilómetros da cidade da Beira, iniciadas há sensivelmente três meses, já estão a produzir efeitos directos na vida das comunidades, mesmo antes de serem concluídas. Trata-se de um processo concebido e levado a cabo no quadro da reconstrução pós-ciclone Idai. (Horácio João) LEIA MAIS

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction