Director: Júlio Manjate

Um jovem de 22 anos de idade está detido, desde ontem, domingo, na 12.ª Esquadra da Polícia da República de Moçambique, no bairro de Maxaquene “D”, na cidade de Maputo, indiciado de violar física e sexualmente uma menor de nove anos de idade.

O crime teria sido cometido no bairro da Polana Caniço “B”, na manhã de domingo, quando a menina se dirigia à casa da amiga.

“Ele puxou-me, no caminho, e eu tentei resistir, pelo que deu-me chapadas. Arrastou-me para uma casa, onde amarrou as minhas mãos e pés com cordas, tapou-me a boca e violou-me”, disse a vítima, cuja identidade preferimos ocultar.

A menina acrescentou que após o acto, o violador saiu do local, facto que a ajudou a retirar o pano da boca e pedir socorro. Foi nesse momento, que uma das amigas ouviu os gritos e chamou a mãe que salvou-a do malfeitor.

O acusado confessa ter violentado a menina e aponta o álcool como o “combustível” para esta acção.

“Eu estava bêbedo e sob efeito de outras drogas, quando vi a menina a andar sozinha. Aliciei-a para minha casa com um prato de sopa. Fiz sexo com ela e depois amarrei-a com cordas”, contou A. Matavele.

O porta-voz da PRM a nível da capital do país, Leonel Muchina, apontou que a detenção do jovem foi possível mercê de denúncia popular.

“Deslocamo-nos ao local e encontramos a menina amarrada. De seguida levamo-la ao hospital, onde se confirmou a penetração. Ela foi submetida a tratamentos e segue em boa saúde”, referiu Muchina, acrescentando que o caso já foi remetido a autoridades competentes para os trâmites legais.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction