Director: Júlio Manjate

Os agricultores dos distritos de Moamba, Magude e Manhiça beneficiam de apoio diverso para reforçar a produção na presente campanha agrícola (2019-2020).

A ajuda surge no âmbito do Projecto de Desenvolvimento Rural e Fortalecimento das Capacidades de Resiliência das Comunidades dos três distritos levado a cabo pela Helpcode Itália.

No concreto, já foram distribuídas sementes de milho, amendoim, de hortícolas, feijão e  de arroz e fertilizantes.

Beneficiaram da ajuda 37 associações dos três distritos, uma estratégia que visa proporcionar  a redução da fome que assola a província de Maputo devido à escassez da chuva.

Comments

Inicia amanhã, na 7ª Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, o julgamento dos antigos gestores das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), acusados de desvio de pouco mais de 50 milhões de meticais.

Trata-se de António Pinto, ex-Presidente do Conselho Executivo da empresa, Hélder Fumo, ex-Administrador Financeiro, e Sheila Temporário, Directora-Geral da Executivo Moçambique que prestava serviços à LAM, que serão todos julgados pelo crime de peculato.

Comments

A Associação Inter-Regional dos Bispos da África Austral (IMBISA) reúne-se a partir desta quarta-feira, em Maputo, com vista a aprofundar aspectos globais da Igreja Católica a nível da região.

O encontro, de quatro dias, junta bispos de Angola, Botswana, Lesotho, Moçambique, Namíbia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, eSwatini e Zimbabwe para debater, igualmente, o papel e os desafios actuais da IMBISA.

A informação foi divulgada a jornalistas na última terça-feira, em Maputo, pelo bispo de Chimoio, Dom João Carlos, em conferência de imprensa.

Na mesma ocasião, Dom João Carlos disse que a Igreja Católica repudia as falsas acusações veiculadas em alguns órgãos de comunicação social que denigrem a imagem do Dom Luiz Fernando Lisboa, Bispo de Pemba, e toda a sua missão neste organismo da igreja.

Igualmente, o bispo de Chimoio, Dom João Carlos, anunciou que a Igreja Católica realiza em Agosto de 2020, na Arquidiocese de Nampula, a Segunda Jornada Nacional da Juventude, com vista a preparar os jovens para as jornadas mundiais.

Comments

Um indivíduo está a ver o sol aos quadradinhos, desde domingo, nas celas da 13.ª esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), no bairro Triunfo, cidade de Maputo, por tentativa de matar a madrasta, alegando que esta é feiticeira.

O agressor, L. Pedro, de 35 anos de idade que também é acusado de ter matado o irmão, há quatro anos, na África do Sul, desferiu golpes nas costas, no rosto e na mão da madrasta e esfaqueou o pai que tentava acudir a esposa.

Pedro disse que não conseguia desenvolver suas actividades, na terra do rand, por conta dos supostos feitiços da madrasta.

“Quando criança, a minha madrasta humilhava-me. E, agora, adulto, percebi que nada corre bem na minha vida. Daí, investiguei no curandeiro e descobri que ela é a causa do meu fracasso. Por isso, decidí matá-la com uma catana”, contou L. Pedro.

O indiciado acrescentou que assassinou o irmão por intervenção da feitiçaria da madrasta.

A vítima de 60 anos referiu que o enteado atacou-a pelas costas, e só escapou da morte porque a família estava em casa.

“Quase perdi os sentidos, mas o pai interveio e fugi para casa próxima para pedir socorro dos vizinhos que acudiram a situação”, disse a madrasta, refutando as acusações de feitiçaria.

“Eu pedi a transferência das crianças de Inhambane para cá, de modo a que tivessem melhores condições de vida. Mas, quando os meus filhos cresceram mudaram de comportamento e fugiram para África do Sul”, explicou a vítima.

O porta-voz da PRM, na cidade de Maputo, Leonel Muchina, disse que o caso foi remetido ao Ministério Público.

Para além do assassinato do irmão, tentativa de homicídio da madrasta, L. Pedro vai responder por violação sexual de uma menor em Inhambane.

 

Comments

Mais de 4.000 habitantes do bairro 25 de Setembro, da localidade do mesmo nome, no distrito de Manhiça, província de Maputo, passam a beneficiar de serviços sanitário mais próximo naquela parcela do país, com a inauguração hoje de um Centro de Saúde do tipo 2.

A infra-estrutura custou um total de 4.275.461 meticais, do fundo da direcção distrital da Saúde, Mulher e Acção Social da Manhiça e, é constituída por uma sala de consultas, triagem, farmácia, uma maternidade com sala de parto com três camas e sala de puerpério.

Fazem parte neste empreendimento um bloco sanitário, um furo de água potável e dois tanques elevados de água com capacidade para 5.000 litros cada.

Segundo as autoridades do sector da Saúde da província de Maputo, com a entrada em funcionamento do Centro de Saúde 25 de Setembro, mais de 4.000 habitantes irão beneficiar-se de serviços sanitários naquela parcela do distrito.

Com a entrada em funcionamento desta unidade sanitária, o distrito da Manhiça conta com 21 unidades sanitárias cobrindo assim todas localidades do distrito, totalizando 112 unidades sanitárias em toda a província de Maputo.

A cerimónia de inauguração foi dirigida pelo governador de Maputo, Raimundo Diomba. Na ocasião, Diomba disse que com entrega daquela unidade sanitária espera-se reduzir a distância, que era percorrida pela população local à procura de cuidados médicos.

O governante apelou aos agentes da saúde e à comunidade local para cuidar com carinho da infra-estrutura para dure por muito tempo e sirva a várias gerações.

Por seu turno, a população pediu ao governador para o recinto do Centro de Saúde seja vedado, para permitir o controlo das infra-estruturas, assim como garantir a segurança do pessoal médico e utentes, sobretudo, aos que se encontram em situação de internamento.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction