A DUPLA moçambicana de voleibol de praia feminino pode esta manhã chegar à final do torneio da modalidade nos Jogos Africanos de Rabat-2019, caso vença o Quénia.
A dupla Géssica Moiane/Mércia Mucheza está bastante motivada para o encontro desta manhã, depois que eliminou o anfitrião Marrocos, num embate impróprio para cardíacos e em que veio ao de cima toda a sua classe e experiência. Leia mais
 

Comments

Gil Carvalho, em Rabat

MOÇAMBIQUE qualificou-se, na tarde de ontem, para as meias-finais do Torneio de Voleibol de Praia feminino, ao vencer o país anfitrião Marrocos, por 2-1, com os parciais de 15-21, 24-22 e 15-10.

Tratou-se de uma partida espectacular, na qual a dupla moçambicana, constituída por Géssica Moiane e Mércia Mucheza, acreditou até ao fim, depois de ter perdido o primeiro set.

Aliás, o cansaço e o calor que se fez sentir ontem, por volta das 12:00 horas, hora do jogo, acabou sendo o grande obstáculo para o combinado nacional, que tudo fez para contrariar as pretensões da também aguerrida formação marroquina, que contou com o apoio do seu público, que enchia por completo as bancadas.

Foi, sem dúvidas, uma vitória de entrega e abnegação das nossas atletas, que têm vindo a realizar excelentes exibições neste evento e não só.

Até porque para chegarem a esta fase, as moçambicanas tiveram que superar, no Grupo D, o Senegal e o Níger, a quem derrotaram pelo mesmo resultado de 2-0, perdendo apenas diante do Egipto (0-2).

Já em masculinos, a dupla Aldevino Nuvunga e Délcio Soares viu o seu jogo dos quartos-de-final contra a Gambia adiado para amanhã.

Entretanto, para atingir esta etapa, a dupla moçambicana, integrada no Grupo B, venceu todos os jogos: Mauritânia (2-0), Egipto (2-0) e Nigéria (2-1).

JUDO DECEPCIONA

Enquanto isso, os judocas moçambicanos tiveram um desempenho para esquecer. Jacira Ferreira nem sequer passou do primeiro combate, sendo derrotada por uma mauriciana.

Kevin Loforte e Ayton Siquir, apesar de terem passado dos primeiros combates, caíram na segunda luta, de forma humilhante, sobretudo o primeiro.

Entretanto, hoje é o dia reservado apenas para a cerimónia de abertura que terá lugar esta tarde, a partir das 14:00 horas locais (15 de Maputo), no Estádio Olímpico, em Rabat.

Comments

A SELECÇÃO Nacional de basquetebol sénior feminina defronta hoje, às 17:30 horas, o Mali em jogo de apuramento do terceiro classificado do Afrobasket-Dakar, depois de ontem ter perdido diante do anfitrião, Senegal, por 60-57, nas meias-finais.

As moçambicanas foram briosas em grande parte da partida, chegando a ter uma vantagem de 16 pontos no final do segundo período (35-19). Porém, devido, principalmente, à alta pressão das anfitriãs e à quebra física das moçambicanas, na segunda parte do desafio Moçambique marcou apenas 21 pontos. O terceiro período foi mesmo pior, perdendo por um parcial de 22-9.

À semelhança do que tinha acontecido na edição passada, Mali-2017, a equipa nacional voltou a falhar o acesso à final e procura fechar a competição conquistando a medalha de bronze.

Há dois anos, no Mali, o cenário foi igual ao que se verificou nesta edição, ou seja, Moçambique foi derrotado pelo Senegal (52-72) e curiosamente encontrou as malianas na partida de atribuição do terceiro e quarto classificados, tendo sido derrotado (52-75). Oxalá que esta tarde, no Dakar Arena, a história seja outra, até porque o combinando nacional surge mais forte com jogadores experientes e competitivas, sendo que algumas delas actuam no basquetebol universitário norte-americano e na intensa Liga Espanhola.

Se Moçambique e Mali irão medir forças pela medalha de bronze, Senegal e Nigéria voltam a esgrimir argumentos pelo ceptro africano, numa final também marcada para hoje, às 20:00 horas.

No Afrobasket-Mali 2017, as nigerianas venceram as senegalesas (65-48) e, apesar de jogarem, desta vez, em casa das rivais, são favoritas a conquistar o ceptro africano.

Refira-se que o Senegal é o recordista em títulos (11). A Nigéria é o segundo com mais troféus (3), seguido pela RDCongo (3), Egipto (2), Angola (2), Madagáscar (1) e Mali (1).

 

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Basquetebol sénior femininavenceu ontem o Egipto por 80-66, em jogo dos quartos-de-final do Afrobasket, e esta noite, às 19:00 horas, enfrenta o Senegal, formação anfitriã. A equipa nacional vai jogar com as senegalesas dois anos depois e sem boas recordações, visto que foi derrotada por duas vezes, na fase de grupos e nas meias-finais. Leia mais

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Basquetebol sénior femininadefronta esta noite o Senegal nas meias-finais do Afrobasket que decorre em Dakar, depois de ontem vencer o Egipto por 80-66,em jogo dos quartos-de-final. As moçambicanas têm pela frente um adversário de má memória na competição, uma vez que há dois anos perderam por duas vezes com as senegalesas, na fase de grupos e nas meias-finais. Pormenores sobre a prestação de Moçambique no Afrobasket na página 30.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction