Director: Lázaro Manhiça

MOÇAMBOLA-2021 arranca amanhã, às 15:30 horas, na cidade de Vilankulo, no norte da província de Inhambane. É o regresso da festa que tanta saudade e vazio deixou em 2020, ano em que a prova não aconteceu por conta da pandemia da Covid-19.

A Associação Desportiva de Vilankulo (ex-ENH FC) recebe o Ferroviário de Nacala na partida que marca a abertura, sem festa nem cerimónia pública, devido às medidas preventivas da pandemia viral.

No Campo Municipal de Vilankulo estarão duas equipas que lutam por uma manutenção tranquila na prova e que certamente quererão começar a odisseia a ganhar. É um jogo que se espera equilibrado num terreno em que a equipa da casa normalmente não facilita a vida dos visitantes. Em 2019, o Ferroviário de Nacala perdeu por 2-3 naquela cidade turística.

Entretanto, a prova prossegue no domingo, com a realização dos restantes jogos. O destaque vai para a recepção à União Desportiva do Songo pelo Ferroviário de Maputo, na Machava. É um duelo de gigantes e sérios candidatos ao título.

Onde há também duelo de gigantes é na Beira, onde o Ferroviário local recebe o Costa do Sol. Ambos são candidatos ao título, com os “canarinhos” na condição de campeões nacionais. Na Matola C, a Liga Desportiva de Maputo apadrinha a estreia absoluta do Ferroviário de Lichinga na prova.

O Desportivo de Maputo vai a Mocuba para apadrinhar outra estreia absoluta, a do Matchedje local. O baptismo da Black Bulls será feita em Nampula, pelo Ferroviário local, no Estádio 25 de Junho. O Incomáti recebe o Textáfrica. Todos os jogos têm início às 15:30 horas.

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebolde Sub-20 , os “Mambinhas”, empatou (0-0) ontem diante do Futebol Clube doBagamoyo (campeão provincial de Tete), no seu segundo jogo de controlo, realizado no campo da Hidroeléctrica da Cahora Bassa (HCB). O desafio estavainseridonapreparação com vista à sua participação no Campeonato Africano das Nações (CAN), que terá lugar na Mauritânia, no próximo mês.

Depois da derrota (2-1) frente àUnião Desportiva do Songo, os “Mambinhas” mediram forças com uma equipa bastante motivada e que criou inúmeras dificuldades, anulando qualquer possibilidade de os contrários visarem a sua baliza. Foi notório o cansaço físico que tomou conta dos jogadores, que vinham de uma semana intensa de treinos bidiários.

As dificuldades permitiram até certo ponto que a Selecção Nacional redobrasse os seus esforços. Contudo, não teve muitos remates à baliza contrária, exceptuando um de Dércio (17´), que voltou a desperdiçar uma ocasião soberana de inaugurar o marcador. O primeiro onze de Dário Monteiro não conseguiu evitar o nulo até ao fim da primeira etapa.

A ausência de atacantes fez-se sentir também na segunda etapa. Em duas ocasiões, Moçambique voltou a desperdiçar (53´ e 54´) lances que envolveram José Valipavel e Nandinho, o autor do golo dos “Mambinhas” contra a UDS. A partir do minuto 62, os vencedores da COSAFA sofreram bastante pressão, mas a falta de objectividade fez com que os contrários também não marcassem.

Com a chuva torrencial a dificultar a partida, a formação moçambicana teve uma última oportunidade para marcar, mas voltou a falhar na finalização. O médio Gianluca falhou aos 89 minuto, mesmo com a baliza àsua mercê.

Nampula próximo destino

Hoje, a Selecção Nacional ruma para a província de Nampula,com a chegada prevista para esta noite. Já na sexta-feira, o combinado nacional será conduzido num carro “alegórico”pelas principais artérias daquela urbe, ocasião para a comitiva exibir aos populares o troféu conquistado no torneio regional da COSAFA, para depois desembocar no Gabinete do Governador da Província de Nampula, Manuel Rodrigues, para recepção de boas-vindas.

Os “Mambinhas” efectuarão o seu primeiro treino na tarde da mesma sexta-feira, para, no dia seguinte, realizarem o seu primeiro jogo com a selecção provincial. No domingo, os treinados de Dário Monteiro terão apenas um treino e na tarde do mesmo dia poderão assistir ao jogo da primeira jornada do Moçambola, que envolverá as equipas do Ferroviário de Nampula e da Associação Black Bulls (ABB). Leia mais

Comments

A SELECÇÃO Nacional Sub-20 de Futebol joga hoje, pelas 15.00 horas, no campo da HCB, diante da União Desportiva do Songo, neste que é o primeiro encontro inserido na sua preparação com vista ao Campeonato Africano das Nações (CAN), que terá lugar na Mauritânia no próximo mês.

Depois de ter observado ontem um treino conjunto que teve por objectivo ensaiar alguns princípios de jogo, Dário Monteiro e a sua equipa técnica puderam examinar minuciosamente os jogadores que poderão compor a convocatória final.

Amanhã, quarta-feira, os “Mambinhas” medem forças com o Futebol Clube Bagamoyo, campeão provincial ido do distrito de Moatize, província de Tete. 

O combinado nacional terminará a sua estada na vila do Songo na quinta-feira, donde seguirá viagem a Nampula por mais dez dias, prevendo realizar alguns jogos com os Ferroviários de Nacala e de Nampula.

Segundo o director do Gabinete Técnico da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), estes terão a possibilidade de efectuar alguns jogos com as selecções Sub-20 da Zambézia, Cabo Delegado e Nampula.

A par disso, ainda ontem os representantes moçambicanos puderam efectuar uma visita rápida guiada à Barragem da Hidroeléctrica de Cahora Bassa bem como à albufeira localizada naquele recinto.

 

“Esta foi uma oportunidade destes briosos rapazes conhecerem este grande empreendimento do país. Pudemos mostrar a funcionalidade de alguns equipamentos de processo de produção de energia, transporte e os países para os quais a nossa energia é vendida. Eles puderam conhecer a albufeira de Cahora Bassa, que é um depósito de água, o paredão, as comportas, estas que muitas vezes as pessoas têm falado, enfim, foi uma experiência única”, explicou Luís Canhemba, director do Gabinete do Conselho de Administração da HCB.

Comments

O BASQUETEBOL voltou,último fim-de-semana, depois de cerca de nove meses, à capital do país com o Torneio Nutrição, e com ele as surpresas.

Um dos resultados mais surpreendentes foi a derrota do Ferroviário, em femininos, diante do Maxaquene. As bicampeãs africanas foram humilhadas pela modesta formação “tricolor”por 20 pontos (57-77)!

Sem poder contar com a sua equipa principal, que só na última terça-feira iniciou a pré-época, as “locomotivas”, agora lideradas pelo experiente técnico Nasir Salé,foram ao primeiro embate do “Nutrição” com uma equipa alternativa.  O Maxaquene, esse, não se fez de rogado e aproveitou o ensejo para aplicar um dos resultados mais expressivos da última década às heptacampeãs nacionais.

No próximo fim-de-semana,as duas equipas defrontam, curiosamente, o mesmo adversário: Costa do Sol! Primeiro será o Maxaquene, na sexta-feira, a digladiar-se com as “canarinhas”, a contar para a terceira jornada, no pavilhão do Desportivo, às 18:00h.  Já no sábado, caberá às “locomotivas”, que deverão continuar com a sua equipa B, medir forças com o clube do seu ex-treinador, Leonel “Mabê” Manhique. O desafio que contará para a quarta jornada está agendado para o pavilhão do Desportivo, às 15:00h.

 

FERROVIÁRIO APLICA “CHAPA 100”

Se em femininos a sorte não sorriu aos “locomotivas”, em masculinos o Ferroviário protagonizouo resultado mais volumoso, ao aplicar “chapa 100” ao Aeroporto. Os “locomotivas” venceram por uma diferença de 53 pontos (67-120).

Na outra partida que marcou o arranque do Torneio Nutrição, em masculinos, o Desportivo enfrentou dificuldades para vencer o Atlético de Maputo. Os “alvi-negros” acabariam por vencer por cinco pontos (73-79).

Os próximos jogos disputam-se sábado e domingo. Para o Grupo A, Matolinhas recebe A Politécnica, sábado, às 20:00h, no pavilhão do Desportivo. Já no domingo, a contar para o mesmo grupo, Maxaquene recebe Matolinhas, às 19:00h, no mesmo pavilhão.

Contudo, o jogo mais aguardado está no Grupo B. É o sensacional Ferroviário de Maputo-Costa do Sol, finalistas da última Liga Moçambicana de Basquetebol. O clássico está marcado para sábado, às 20:00h, no pavilhão do Desportivo, desafio que conta para a terceira jornada. Entretanto, o Costa do Sol volta a jogar domingo, às 17:00h, diante do Aeroporto, desta feita para a quarta jornada.

Comments

A SELECÇÃO Nacional de Futebol de Sub-20, os “Mambinhas”, defronta amanhã, no campo da Hidroeléctrica da Cahora Bassa (HCB), os vice-campeões nacionais, União Desportiva do Songo, neste que será o primeiro jogo inserido na primeira fase de preparação da sua participação no Campeonato Africano das Nações (CAN) que terá lugar na Mauritânia, no próximo mês.

Já na quarta-feira, o combinado nacional medirá forças com o Futebol Clube Bagamoyo, de Moatize, campeão provincial de Tete. O plano de preparação para o CAN terá continuidade na província de Nampula, outro ponto a ser escalado pela delegação moçambicana.

Enquanto isso, os “Mambinhas”realizam hoje um treino normal, depois de terem cumprido dez dias de sessões bidiárias.

Dois princípios nortearam a escolha de Songo como o sítio ideal para a preparação desde jogo. Por um lado, encontrar ambientes com características que se aproximem às que vão encontrar na Mauritânia, país que é caracterizado por altas temperaturas. Por outro lado, elevar a fasquia de exigências dos testes, colocando desafios num patamar competitivo altos os jogadores.

“Pretendemos, com este jogos, avaliar os níveis de evolução da equipa. Terminámos as sessões bidiárias no sábado, em que vínhamos trabalhando desde Maputo na componente física, sempre em contacto permanente com a bola. Depois daqui seguiremos para Nampula, onde daremos continuidade aos nossos trabalhos”, conta Dário Monteiro.

Comments


CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction