Director: Lázaro Manhiça

MEDIDAS mais severas para a contenção da Covid-19 entram em vigor, a partir de hoje, em todo o território nacional. Trata-se, na verdade, de um resposta acertada do Governo, resultante do aumento galopante de casos da doença, suscitados, quer queiramos quer não, pelos ajuntamentos do Natal e do Fim do Ano, nos quais foram “pontapeadas”, na generalidade, todas as medidas restritivas atinentes à prevenção da Covid-19.

Aliás, quando em meados de Dezembro passado o Governo decidiu aliviar algumas medidas, até então em vigor, no quadro do estado de calamidade pública, advertiu, ao mesmo tempo, para a necessidade de os moçambicanos agirem com responsabilidade e, acima de tudo, realismo sob o risco de não só recuar como adoptar mecanismos mais severos para evitar a propagação da doença. Infelizmente, uma minoria, digamos, irresponsável, desafiou a determinação governamental ao não respeitar as regras impostas, colocando em risco a sua própria saúde, bem como a dos próximos e do país em geral.

Estaminoria não tem sequer a mínima dimensão dos danos que a doença está a causar no nosso tecido social. Estatísticas muito recentes indicam que em Moçambique a Covid-19 já causou mais de 200 óbitos e quase 24 mil infecções, desde que foram reportados os primeiros casos da pandemia global, em Março do ano passado. São números bastante assustadores que nos conduzem a apoiar incondicionalmente o endurecimento das medidas preventivas pelo Governo, uma vez que têm em vista evitar as graves perturbações no tecido socioeconómico e, outrossim, o colapso do Sistema Nacional de Saúde.

A minoria “irresponsável” a que nos referimos entendeu, muito erradamente, que o relaxar de certas medidas, em Dezembro passado, significasse o baixar dos braços nos esforços de combate à doença. Assumamos, pois, as nossas culpas quanto à dureza das medidas restritivas acabadas de anunciar pelo Governo. Ainda assim, receamos que a mesma minoria arraste consigo compatriotas distraídos e continue a desafiar a recente determinação governamental que, apesar de dura, quanto a nós, tem como foco o prosseguimento da estratégia de equilibrar e manter a economia para a sociedade funcionar e, ao mesmo tempo, controlar o alastramento do novo coronavírus.

Aqui, associamo-nos, uma vez mais, ao Governo, na pessoa do Presidente da República, Filipe Nyusi, quando adverte que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) serão severas na sua actuação contra os prevaricadores. Aliás, queremos que a Polícia não vacile na perseguição aos infractores, levando-os, se necessário, a responderem em juízo, pelo crime de desobediência, com a penalização daí decorrente.Somos porém, defensores de uma actuação policial que não extravase os ditames da lei.

O que pretendemos com o nosso apoio ao Governo e às FDS é que tenhamos o país com capacidade de aguentar a “explosão” diária de novos casos de infecção pelo novo coronavírus, com óbitos à mistura, o que depende também de cada um de nós em contribuir com comportamento responsável para o que é verdadeiramente um esforço nacional nesse sentido.

Noutros países, incluindo na região, se decreta o confinamento geral mas Moçambique, mesmo com a tendência cada vez mais crescente de casos de infecção, ainda não chegou a esse extremo. Luta para travar a propagação da doença em paralelo com o funcionamento da sua economia. Temos 21 dias pela frente, contados precisamente a partir de hoje, para definirmos o nosso futuro, pois, tal como disse o Presidente da República, na sua comunicação à nação, na noite da última quarta-feira, se a nossa tendência for de responsabilidade veremos relaxadas algumas medidas para que a nossa vida regresse à normalidade. De contrário, caminharemos a passos largos e indesejáveis rumo ao confinamento geral, juntando-nos a um conjunto de países da região e do mundo fechados “a sete chaves”, devido aos números não só elevados mas também a velocidade com que a Covid-19 se propaga.

O desafio é duro, mas temos de vencer.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction