Imprimir
Categoria: Recreio e Divulgação
Visualizações: 1982

A empresa Cimentos de Moçambique, com sede na cidade da Matola, província de Maputo, celebra este sábado 95 anos da existência como firma, informou hoje à imprensa, o director geral do CM, Edney Vieira.

Na ocasião, o director geral disse que a celebração simboliza uma homenagem a todos os trabalhadores activos, reformados e todos aqueles que directa ou indirectamente contribuíram para que a CM seja o que é actualmente.

“A empresa virou referência no assunto de segurança no trabalho e é convidada em conferências internacionais para falar das estratégias usadas para que as operações tenham danos zero”, explicou a fonte.

Edney Vieira afirmou ainda que os 95 anos da empresa são o reflexo de todas as realizações nas áreas de infra-estruturas erguidas no país, visto que é a maior fornecedora de cimento de construção ao longo destes anos.

A fonte mencionou que a CM foi premiada como produto mais resistentes do continente africano, classificação que aconteceu no âmbito de avaliação da ponte Maputo-Katembe, em virtude da mesma ter sido construída pelo material da empresa.

Na mesma ocasião, Vieira informou que neste momento a companhia está a oferecer o produto no mercado, muito abaixo da sua capacidade de produção, devido a fraca demanda, ligada à crise que assola o país.

Referiu que outro problema que faz com que o preço seja alto, sobretudo nas regiões centro e norte do país, são os custos de transporte. Opinou que uma das soluções seria a exploração do transporte fluvial, através do canal de Moçambique, usando os portos de Beira e Nampula.