Director: Júlio Manjate

SINDICATOSdo crime de contrabando de madeira da espécie proibida por lei estão de volta à Reserva Nacional doGilé, na província da Zambézia, usando a estratégia de camuflagem para escaparem àfiscalização das autoridades daquela área de conservação e da Polícia de Protecção de Recursos Naturais. Leia mais

Comments

O Conselho Municipal de Chimoio, na província de Manica, descarta a possibilidade de transferir o cemitério de Chissui para uma outra zona, uma decisão que havia sido tomada no mandato passado, devido à falta de espaço para a realização de mais funerais.

Aliás, o encerramento do cemitério gerou muita polémica no mandato anterior, com muitos residentes a contestar a proposta da sua transferência para um outro local.

“Já não vamos transferir o cemitério, tal como havia sido projectado no mandato passado. Fizemos um trabalho muito cuidadoso e constatamos que ainda há espaço para sepulturas por mais anos”, explicou ontem o presidente do Conselho Municipal de Chimoio, João Ferreira, citado pela AIM.

Ferreira fez este anúncio num encontro com jornalistas, durante o qual apresentou o cronograma de actividades da sua instituição para o ano 2020.

"O que temos agora são 43 hectares com sepulturas e outros 41 estão livres e podem ser aproveitados. Assim sendo, vimos que não valia a pena tirar o cemitério para mais distante da cidade", afirmou o edil, para quem a saída do cemitério poderia acarretar mais custos e ficaria muito distante da zona residencial.

"Vimos que fica distante e pode complicar a vida dos munícipes quando estiverem numa situação em que precisam de sepultar o seu entequerido. Já estamos a trabalhar para ver se permanecemos naquele local", explicou.

O cemitério de Chissui foi aberto em 1983, depois do encerramento de outro que havia sido instalado no bairro 7 de Setembro.

Comments

O Governo trabalha para convencer os empreiteiros a retomarem as obras de reposição das pontes sobre os rios Montepuez e Messalo, em Cabo Delgado, interrompidas devido à acção dos insurgentes na província.

O facto foi anunciado em Pemba pelo Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, num comício orientado pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, no âmbito da sua visita à província de Cabo Delgado.

Na ocasião, João Machatine falou das medidas urgentes para permitir ligação entre a região norte de Cabo Delgado e o resto da província, ora interrompida por conta do desabamento das pontes sobre o rio Messalo.

Falando sobre o rio Montepuez, o Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricosdisse que estão já em curso acções com vista à sua reposição e espera igualmente que até ao final desta semana a ligação seja restabelecida. (Notícias/RM)

Comments

Quarenta e uma pessoas morreram na província da Zambézia, desde Outubro até este mês, devido a fenómenos naturais, sendo maior parte por descargas atmosféricas.

No mesmo período, vinte e três pessoas contraíram ferimentos, algumas das quais ainda recebem assistência médica.

Os dados foram facultados  na última terça-feira, em Quelimane, pelo Delegado do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades na Zambézia, Nelson Ludovico, em entrevista à Rádio Moçambique.

Nelson Ludovico diz que os eventos calamitosos que causaram mortes e ferimentos foram registados nos distritos de Alto-Molócuè, Guruè, Ile, Lugela, Maganja da Costa, Mocubela, Namacurra, Nicoadala e Morrumbala, sendo este último o que maior número de casos registou.

Nelson Ludovico afirma que duas mil e quinhentas famílias, o equivalente a onze mil e quinhentas pessoas, foram afectadas pela chuva na província, garantindo, porém,estarem já a receber assistência em bens alimentares e abrigo.

Comments

A empresa Plexus, a única concessionária que opera na área de algodão em Cabo Delgado, encontra-se neste momento paralisada, devido a uma greve dos mais de 100 trabalhadores efectivos, que exigem pagamento de 4 meses em atraso.

Segundo dados apurados pelo "Notícias" no local, os problemas de salários arrastam-se desde Outubro do ano passado.

Para além dos seus trabalhadores efectivos, a Plexus deve, igualmente, parte significativa dos cerca de 48 mil produtores, cuja produção foi levada a crédito.

No total, o valor em dívida está avaliado em 1500000 dólares, segundo avançou o director geral do grupo Plexus, Nicolas Penn.

Preocupado com a greve,  o Ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Celso Correia, deslocou-se ontem a Montepuez para auscultar as partes em conflito e, segundo concluiu, a má gestão da empresa está  na origem da actual situação.

Na ocasião, Celso Correia prometeu aos trabalhadores e produtores que se iria reunir com os actuais gestores da empresa e  a banca para, dentro de duas semanas, encontrar uma solução imediata para o problema.

A Plexus necessita de 10 milhões de dólares americanos para sair da actual crise financeira em que se encontra.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction