Director: Lázaro Manhiça

O INSTITUTO Nacional de Meteorologia (INAM) alerta para a ocorrência, hoje, de calor intenso nas províncias de Maputo, Gaza e Inhambane, caracterizado por tempo muito quente, com temperaturas que variarão entre 37 e 40 graus célsius.

Um comunicado do INAM recebido na Redacção prevê a possibilidade de ocorrência de aguaceiros ou chuvas moderadas, trovoadas e ventos com rajadas, a partir do fim do dia.

Para a região Centro e Norte, o documento dá conta da continuação de tempo quente a muito quente, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros, trovoadas severas e ventos com rajadas locais até ao dia de amanhã. 

Comments

O CONSELHO de Representação do Estado na província de Maputo vai notificar os operadores que extraem areia grossa para a construção civil no leito do Rio Incomáti, causando danos ambientais e, em alguns casos, comprometendo a prática da agricultura. As escavações feitas no leito e margens do rio para a extracção de areia desviam o fluxo da água, além de perigarem a navegabilidade. Os camponeses queixam-se desta actividade e defendem que a extracção de areia para a indústria de construção civil não deve afectar a agricultura e a segurança alimentar dos que têm nos rios a sua fonte de sobrevivência. Leia mais

Comments

FISCAIS do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas (MIMAIP) tem vindo a  realizar campanhas de sensibilização junto das comunidades de pescadores com vista a desencorajar práticas que violem a veda da captura de caranguejo de mangal, que iniciou quinta-feira última, em todo o país. Para o efeito, fonte do MIMAIP disse ao “Notícias” que brigadas deste Ministério escalaram, na quarta-feira, as províncias de Cabo Delgado, Sofala e Zambézia. Em Cabo Delegado, os fiscais visitaram quatrocentros de pesca, nomeadamente, Mieze, Ruela, Nloco e Namau, onde foram inspeccionadas17 artes de pesca, das quais oito foram apreendidas e destruídas, tendo sidoemitidos também dois avisos de multa. Leia mais

Comments

PROFISSIONAIS de saúde materna e infantil (SMI) e os que cuidam de pacientes seropositivos, na cidade de Maputo, estão a ser capacitados em matérias de rastreio do cancro do colo do útero e da mama, com vista a garantir o diagnóstico precoce da doença e o seu tratamento.

Segundo a vereadora da Saúde e Acção Social no Conselho Municipal da cidade de Maputo (CMCM), Alice de Abreu, que falava na manhã de hoje(16), na cerimónia de lançamento do mês do cancro, denominado “Outubro Rosa”, o número de mulheres rastreadas na capital do país reduziu de 59%, no primeiro semestre de 2019 para 50%, no período homólogo deste ano, devido a pandemia da Covid-19.

De Abreu referiu que o programa Controlo para a Prevenção do Cancro do Colo Uterino e da Mama (CACUM), através da Inspecção com o uso de Ácido Acético (VIA), em curso desde 2009, permitiu o crescimento de número de mulheres rastreadasem uma década.

“Houve uma evolução do rastreio, de 84900, em 2009, para um milhão de mulheres em idade fértil examinadas(actualmente)”, disse.

A vereadora da Saúde e Acção Social afirmou que se pretende rastrear 17% do total de mulheres examinadas na última década.

Lúcia Comiche, esposa do presidente do CMCM, Eneas Comiche, instou as mulheres a manterem-se alertas aos sinais do corpo.

“O cancro de mama, por exemplo, pode ser hereditário. Por isso, as mulheres com histórico de cancrona família devem se submeter ao rastreio muito antes dos 30 anos”, disse Comiche.

Comments

O MINISTÉRIO da Saúde está a desenvolver um sistema de verificação em tempo real de testes ao novo coronavírus, visando combater falsificações, disse quinta-feira (15) fonte do Instituto Nacional de Saúde (INS).

Os testes que têm de ser exibidos nas fronteiras vão passar a ter no impresso um código de barras que ao ser lido por um telemóvel ou outros dispositivos permite verificar de imediato a sua autenticidade.

“O ministério está, neste momento, em fase final de concepção de um sistema baseado em codificação de resultados usando um código de barras”, disse o director-adjunto do INS, Eduardo Samo Gudo.

O sistema, cuja implementação estará prevista para breve, vai ser testado na próxima semana nas fronteiras da província de Maputo, avançou.

“Vamos usar uma codificação com um algoritmo muito complexo. Era preciso ser um génio para poder falsificar (o teste) e levaria, provavelmente, meses e até anos para descobrir qual é o algoritmo”, referiu.

No dia 06de Outubro, as autoridades denunciaram a venda de falsos resultados de testes à covid-19 junto ao posto fronteiriço de Ressano Garcia, poucos dias depois da reabertura à circulação geral.

O posto de fronteira de Ressano Garcia, o mais movimentado de Moçambique e que faz ligação com a África do Sul, reabriu ao público no dia 01de Outubro, depois de estar seis meses (desde 27 de Março) restrito apenas a mercadorias devido às restrições impostas pela covid-19.

Entretanto, o movimento de pessoas está condicionado à apresentação do teste à covid-19 com resultado negativo feito nas anteriores 72 horas.

“Em relação aos testes falsos, o Ministério da Saúde, junto de outras autoridades, está ainda a investigar”, concluiu Samo Gudo, sem avançar detalhes.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction