Director: Júlio Manjate

As autoridades desmantelaram uma rede de exploração ilegal de madeira no Parque Nacional do Zinave, numa operação onde “várias pessoas foram detidas”, anunciou uma organização não-governamental.

“Durante a operação, vários suspeitos foram presos e, até ao momento, sete foram acusados de extracção ilegal de madeira de uma área protegida”, lê-se num documento da Peace Parks Foundation, organização não-governamental (ONG) que apoia a protecção da biodiversidade no Parque Nacional do Zinave.

Além das detenções, na operação, desencadeada no dia 17 de Outubro e com conhecimento do Governo, também foram apreendidos um total de dez camiões com madeira, cinco tractores, seis viaturas, duas carregadoras frontais e vários equipamentos de exploração foram confiscados, indica o comunicado.

As equipas de segurança, lideradas pela Agência Nacional para Controlo de Qualidade Ambiental, foram apoiadas por um helicóptero, o que facilitou a sua mobilidade e localização de seis camiões (de um total de dez apreendidos) que tentaram abandonar o local.

Ocupando uma área de quatro mil quilómetros quadrados, o Parque Nacional do Zinave foi estabelecido em 1973 e é tido como um importante ponto de passagem para os mamíferos nómadas que cruzam o rio Save, na província de Inhambane.

A girafa é a principal espécie da fauna local, que naturalmente é decorada por uma vegetação rica em acácias.

Comments

A Esposa do Presidente da República, Isaura Nyusi, manifestou o seu cometimento de não vacilar nos esforços de luta contra o cancro em Moçambique e de não permitir que crianças e adultos morram por falta de informação. Ela, que falava na abertura da 12ª Conferência Bienal da Organização Africana de Pesquisa e Treino em Cancro (AORTIC), sob o lema “Cancro em África: Implementação de Estratégias e Inovação”, referiu-se ao impacto negativo da doença e mortes a ela relacionadas nas famílias e nas economias do mundo, em geral, e do país, em particular. LEIA MAIS

Comments

O Instituto Nacional de Metereologia (INAM) prevê, hoje e amanhã, a ocorrência de uma vaga de calor com temperaturas máximas que poderão variar de 37 a 41 graus Celsius na zona Sul do país.

Este cenário verificar-se-á na quase totalidade dos distritos das províncias de Maputo, Gaza e Inhambane.

Face ao desconforto causado pelo calor, o INAM recomenda que se evite a exposição excessiva aos raios solares.

Comments

No âmbito do projecto Erasmus+Acção 2 Capacity Building, a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) realiza, hoje e amanhã, a III Conferência Internacional do Programa University Development and Innovation-África (UDI-África).

 O evento tem como objectivo criar uma plataforma de convergência de docentes, estudantes e outros profissionais com diferentes formações e experiências.

De acordo com a Rádio Moçambique, o principal objectivo do projecto é apoiar as universidades africanas a desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento inclusivo das suas regiões e países.

A conferência visa a discussão conjunta dos assuntos mais prementes, fornecendo elementos para a produção de material de trabalho e multiplicação de ideias inovadoras.

O evento irá decorrer sob o lema “Empreendedorismo Social, Inovação e o Papel dos Centros de Desenvolvimento Académico nas Instituições do Ensino Superior”.

Entre as áreas temáticas que serão discutidas estão, (i) Economia, Gestão e Sustentabilidade, (ii) Sociedades Inclusivas, valores sociais, culturas e comunicação intercultural, (iii) Construção de Infra-estruturas e (iv) Ambiente, Saúde e Bem-estar.

O projecto Erasmus+ Acção 2 Capacity Building: "University Development and Innovation - Africa" (UDI-Africa) é um consórcio que inclui universidades e organizações educacionais da Europa e África, assim como duas redes que trabalham na área de ensino superior e uma ONG.

A conferência contará com cerca de 170 participantes, nacionais e estrangeiros, entre docentes, investigadores, estudantes e parceiros da Universidade Nova de Lisboa, Portugal; King’s College London, Reino Unido; Université Libre de Bruxelles, Bélgica; Universiteit Maatricht, Holanda; Universidade Agostinho Neto e Universidade Katyavala Bwila, Angola; Universidade Eduardo Mondlane e Universidade de Lúrio, Moçambique; The Management Development Network, Bélgica; Fundação Girl Move – Parceiro Associado, Moçambique.

 

Comments

Investir mais na prevenção e mitigação das calamidades pode induzir a redução de gastos financeiros em operações de resposta ao impacto de fenómenos naturais, como chuvas, ciclones, seca e outros eventos extremos. A directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), Augusta Maíta, fundamenta este seu raciocínio tomando como base os números do plano de contingência, aprovado na terça-feira pelo Conselho de Ministros. De acordo com as projecções, são necessários 2.1 mil milhões de meticais para atender a situações de emergência durante a época chuvosa 2019-2020. Até aqui estão garantidos apenas 840 milhões de meticais. LEIA MAIS

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction